Inger Andersen

Diretora Executiva do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Secretária-Geral Adjunta das Nações Unidas

Read her speeches

Biography

Inger Andersen foi nomeada Diretora Executiva do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente pelo Secretário-Geral da ONU, António Guterres, em fevereiro de 2019.

Entre 2015 e 2019, Andersen foi Diretora-geral da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

Andersen traz uma paixão pela conservação e desenvolvimento sustentável com mais de 30 anos de experiência em economia internacional do desenvolvimento, sustentabilidade ambiental e formulação de políticas, bem como na concepção e implementação de projetos e promoção de impactos no terreno. Também desempenhou um papel fundamental no apoio aos países ribeirinhos na gestão internacional da água e na diplomacia hidrelétrica.

Antes de ingressar na IUCN, Andersen ocupou vários cargos de liderança no Banco Mundial e nas Nações Unidas. Mais recentemente, foi vice-presidente para o Oriente Médio e Norte da África no Banco Mundial e, anteriormente, foi vice-presidente de Desenvolvimento Sustentável e chefe do Conselho do Fundo CGIAR. Ao longo dos 15 anos de carreira no Banco Mundial, sua gestão concentrou-se na água, no meio ambiente e no desenvolvimento sustentável, com ênfase especial na África e Oriente Médio. Antes do Banco Mundial, Andersen trabalhou nas Nações Unidas por 12 anos - começou no Escritório do Sudão-Sahel da ONU, trabalhando em questões de seca e desertificação, e foi então nomeada Coordenadora de Água e Meio Ambiente para a Região Árabe pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Inger Andersen possui bacharelado na London Metropolitan University North e mestrado da Escola de Estudos Orientais e Africanos da Universidade de Londres, com especialização em economia do desenvolvimento.


The Latest

Discurso
Declaração da Diretora Executiva do PNUMA sobre o reconhecimento do Direito a um Meio Ambiente Saudável

A adoção de uma resolução sobre o direito a um ambiente limpo, saudável e sustentável pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU é um marco decisivo para a justiça ambiental. Este direito tem suas raízes na Declaração de Estocolmo de 1972. Cinco décadas depois, é muito encorajador vê-lo formalmente reconhecido mundialmente através de uma resolução do Conselho de Direitos Humanos da ONU. Mais

Video
Mensagem de Inger Andersen para o Dia Internacional do Ar Limpo para um céu azul 2021

Esse vídeo é uma mensagem da Diretora Executiva do PNUMA, Inger Andersen, para o Dia Internacional do Ar Limpo para um céu azul 2021. Mais

Discurso
Tudo embrulhado em plástico: Repensando o lixo marinho

O próximo relatório do PNUMA, de Poluição a Solução, mostra que o lixo marinho é inescapável. A menos que tomemos medidas drásticas, até 2040, o volume de plásticos que fluem para o oceano triplicará. Mais